POR:

Steffanni Portela

Acadêmica de Jornalismo

COMPARTILHE

Vozes do Paraná

Obra escrita por acadêmicos da comunicação traz biografias de comunicadores de Cascavel e região

30 de outubro de 2019

COMPARTILHE

POR:

Steffanni Portela

Acadêmica de Jornalismo

Nesta semana, o livro Vozes do Paraná foi lançado no auditório do Centro Universitário Univel. A obra conta a história de radialistas e publicitários, pioneiros na comunicação de Cascavel e região. Ao todo foram dezesseis biografias registradas por acadêmicos de Jornalismo, Publicidade e Propaganda e Fotografia.

 

A ideia do projeto foi proposta pelo professor, jornalista e veterano do rádio Sergio Brum. Para a organização do livro, o professor Sérgio contou com a colaboração dos professores Rodrigo Cardoso, Giovani Pinheiro, Karin Betiati e Anderson Costa.

“A criação do livro já havia sido amadurecida há anos porque nós precisávamos que nossos acadêmicos exercessem a profissão de jornalista e que fossem em busca da notícia”, explica Brum. “E também porque estamos vendo muita gente passar pelo rádio em Cascavel e na região e simplesmente sendo esquecidos. Então, pensei ‘porque não registrar essas histórias em um livro, que fique disponível nas bibliotecas e que marque o coração de quem fez e recebeu a homenagem?’. Essa foi a motivação no momento em que me sentei a mesa e resolvi criar o projeto”, complementa.

 

O professor Sérgio Brum conta ainda que ao passar para os acadêmicos a ideia de produzir um livro eles levaram um susto, mas depois acataram a ideia e já queriam escolher o personagem sobre o qual iriam escrever. “O entusiasmo de quem ajudou a fazer o livro foi maravilhoso”.

Quando questionado sobre por que as pessoas devem ler o livro, Brum afirma que: “Esse livro precisa ser lido para que as pessoas não se esqueçam dos homenageados, porque é um resgate de histórias e memórias que deve ficar nas melhores bibliotecas, começando pela nossa aqui da instituição”.

 

O coordenador dos cursos de comunicação da Univel, Rodrigo Cardoso, afirma que a construção do Livro Vozes do Paraná mostra a integração dos cursos de Comunicação e a capacidade do trabalho em equipe. “A publicação do livro é importante para os nossos alunos, professores e para a instituição, mas é, sobretudo, uma declaração de respeito e de consideração aos pioneiros da comunicação da nossa cidade de Cascavel e região”.

 

O professor Giovani Pinheiro, que também participou da organização do livro, destacou a importância da história da comunicação local e regional ser contada pelos acadêmicos. “É o fio condutor entre as gerações separadas pelo tempo, mas unidas pela paixão da comunicação”.

Sobre a produção do livro

 

A professora Karin Betiati foi quem coordenou os acadêmicos de Fotografia na produção das fotos dos homenageados e é a autora da imagem que ilustra a capa do livro. “O registro da foto foi feito em um horário que havia sol, um feixe de luz passava pela cortina e iluminava a mesa e o microfone”.

 

O professor Anderson Costa fez o planejamento gráfico e a diagramação do livro. “A fotografia produzida pela professora Karin, além de muito bonita, representa muito bem o projeto. Isso mostra também o engajamento dos professores, produzindo junto com os alunos participantes. Isso é muito importante”.

Sobre adquirir experiência

 

Ana Carolina Bueno, acadêmica do oitavo semestre de Jornalismo, explicou que: “o livro é muito interessante e importante para acadêmicos de comunicação e para quem gosta de história”.

 

A acadêmica Jessica Milena disse que o lançamento do livro foi a realização de um sonho. “A gente não esperava que ia conseguir escrever esse livro, sem dizer que é um ótimo portfólio, para nós que estamos saindo da faculdade”.

 

Sérgio Brum completou: “o dia em que esses acadêmicos forem fazer uma seleção para mestrado, para doutorado ou até mesmo para uma pós-graduação, com certeza sairão na frente por ter uma obra registrada na biblioteca nacional”.

Vozes do Paraná

 

Valdomiro Machado Cantini foi um dos escolhidos para ser biografado no livro. “Eu não imaginava que um dia pudesse celebrar uma conquista como essa, realmente passou um filme dos últimos 40 anos na minha cabeça, eu costumo falar que eu não tenho uma profissão, tenho a vocação. Quem exerce o jornalismo e o rádio, pode servir a comunidade, pessoas e o próximo. E hoje nessa consagração que está imortalizando a história das vozes do oeste do Paraná eu estou presente”.

Amir Kalil nos contou que ao receber o convite se emocionou: “Fiquei muito agradecido e honrado, porque vai ser deixado um registro histórico para as outras gerações que vão ter sempre o livro, que explica que tudo tem um começo. Muito obrigado!”.

Quando a TV surgiu, disseram que o rádio acabaria. Não acabou. O mesmo aconteceu quando surgiu a internet, e o rádio, permaneceu. E como disse Bill Gates, o fundador da Microsoft, “quando a internet acabar, o rádio vai noticiar”.

Confira as fotos do lançamento:

E AÍ, GOSTOU DO CONTEÚDO
OU TEM ALGUMA SUGESTÃO?

Entre em contato: [email protected]