POR:

Sidinei Henrique Waszczuk de Moura

Acadêmico de Publicidade e Propaganda

COMPARTILHE

Product placement, a propaganda oculta do cinema

Você já ouviu falar sobre product placement? Já parou para reparar em toda publicidade que você consome, a partir do momento em que se prontifica a assistir um filme?

30 de abril de 2021

COMPARTILHE

POR:

Sidinei Henrique Waszczuk de Moura

Acadêmico de Publicidade e Propaganda

PRODUCT PLACEMENT, é uma estratégia que se dá por introduzir de maneira sútil e natural marcas e seus produtos, em conteúdos de entretenimento como: filmes, séries, jogos e outras mídias. 

Neste post, iremos falar especificamente sobre product placement na sétima arte, o cinema.

    

 Quando um indivíduo assiste a um filme, ele está consumindo não só uma história mas também estilos de vida, ideologias e, sendo apresentado a grandes quantidades de produtos que irão persuadi-lo e que vão gerar um vínculo de confiança com o mesmo.

 A utilização deste recurso nos filmes, dá à narrativa um caráter de verossimilhança no qual o espectador se identifica. E, muitas vezes, ele não percebe a nível consciente essa aparição de marcas ou produtos nas mídias que consome. 

   

Segue exemplos de propagandas com o uso do Product Placement que deram muito certo no cinema e que talvez você nem saiba que é uma propaganda:

 

No clássico de ficção científica E.T(1982) em uma cena, o personagem principal do filme, o garoto Elliot, joga as famosas balinhas da marca Reeses no chão para atrair o ser de outro planeta. Mesmo sem ter pagado para que essa publicidade acontecesse, o chocolate americano obteve um aumento de 40% em suas vendas uma semana depois da estreia do longa.

 O diretor, Steven Spielberg, mostrou de forma inovadora, como introduzir a marca numa trama sem, necessariamente precisar colocar de forma óbvia e de modo que prejudicasse o desenrolar do roteiro.

Em Toy Story, o que para muitos foi apenas um personagem, para a fabricante de brinquedos Ohio Art, dona da tela mágica Etch-a-Sketch, foi uma das melhores notícias que já tiveram. A brilhante ideia de colocar brinquedos que já existissem como personagens, fez com que o brinquedo vivesse o impressionante aumento de 4500% de vendas após a sua inclusão no filme. O brinquedo do personagem Senhor cabeça de batata, também teve suas vendas aumentadas em 800%.

Já em um dos maiores e mais famosos cases de publicidade existentes, quando o assunto é publicidade disfarçada no cinema, é impossível deixar de citar este filme que é um dos exemplos clássicos de product placement. 

  O filme, como o próprio nome fala, conta a história de um homem que vem a naufragar e fica isolado por quatro anos em uma ilha após o avião de cargas da marca fedex cair no oceano. 

  Como se já não bastasse durante todo o filme, o logo da empresa é apresentado, já na primeira sequência aparece um caminhão da rede fazendo entregas em uma região quase desértica, o que dá a entender que a empresa busca encomendas nos lugares mais remotos possíveis. 

Logo após a mesma sequência a caixa já está na Rússia, mostrando então a capacidade de alcance e agilidade que a empresa tem. Enquanto o personagem principal permanece na ilha, várias caixas da Fedex são coletadas por ele, o que passa a impressão para o telespectador e faz entender que a empresa possui caixas extremamente resistentes (visto que conseguem chegar a ilha.) E esse argumento se dá válido quando o personagem do Tom Hanks, em certo momento abre alguma delas e certos produtos principalmente papéis ainda estão intactos. Nos momentos finais do filme, o protagonista acaba entregando uma encomenda que não abrirá durante toda a sua permanência da ilha, sendo este local o mesmo da primeira cena, mostrando a seriedade da empresa e a qualidade do serviço proposto por ela, que mesmo após um naufrágio, a encomenda ainda é entregue.

E AÍ, GOSTOU DO CONTEÚDO
OU TEM ALGUMA SUGESTÃO?

Entre em contato: [email protected]