POR:

Redação

360on

COMPARTILHE

O assunto é dinheiro

Para Sardenberg, precisamos ter calma, mas o governo precisa se organizar

3 de junho de 2019

COMPARTILHE

POR:

Redação

360on

“Abordar navios mercantes
Invadir, pilhar, tomar o que é nosso
Pirataria nas ondas do rádio
Havia alguma coisa errada com o rei”
(Rádio pirata-RPM)

NÃO SOMENTE COM O REI! No Brasil, há tempos existem coisas erradas no governo. O principal problema que enfrentamos, de acordo com o jornalista Carlos Alberto Sardenberg, comentarista de economia e âncora da rede CBN, é que gastamos mais do que arrecadamos. Com a máquina pública quebrada financeiramente, o PIB não avança e o Brasil se mantêm em um ritmo de crescimento muito inferior ao que se espera de um país emergente.

 

Sardenberg ministrou a palestra com o tema “Brasil, como recuperar o crescimento?” para professores, estudantes, empresários, políticos e convidados, que lotaram o auditório da Univel. Em duas horas, abordou os principais tópicos da economia e da política brasileira: inflação, juros, PIB, popularidade do presidente no congresso, operação da máquina pública, resistência da velha política, operação Lava Jato, crise dos estados e relações internacionais.

 

Para ele, o país vive um momento crítico em sua economia, crescendo apenas pouco mais de 1% ao ano. Segundo os dados que Sardenberg, estamos melhorando, mas devagar. “Estamos passando por uma recuperação lenta”. Essa recuperação, na opinião de Sardenberg, se deve ao novo modelo econômico adotado pelo governo, com uma agenda liberal, focada na redução de gastos, em reformas e, em um próximo momento, em privatizações entendidas como estratégicas;

 

Sardenberg recomenda ainda uma atenção especial ao mercado internacional, que precisa de um articulador experiente no governo, para que o país não entre em disputas desnecessárias, e que ao mesmo tempo fortaleça os laços com importadores de longa data, como Estados Unidos e China, e também consiga estabelecer novos acordos comerciais com países estratégicos.

 

Se por um lado precisamos ter um pouco mais de paciência em relação à economia, Sardenberg reconhece que os integrantes do governo estão demorando para se organizar em termos de gestão e planejamento. Para o jornalista, é relativamente normal que os inícios de governo sejam um tanto tumultuados, devido aos processos de transição, mas o momento atual transparece uma confusão geral. “O presidente está perdendo tempo com temas que não lhe cabem à função, como é o caso dos radares, que caberia aos estados e municípios”.

 

Por: Amauri Gross, Ageiel Machado e Anderson Costa
Fotos: Ageiel Machado e Rodrigo Cardoso

E AÍ, GOSTOU DO CONTEÚDO
OU TEM ALGUMA SUGESTÃO?

Entre em contato: [email protected]